Archive for setembro 8th, 2017

Manutenção em estação de tratamento deixa 20 bairros de Natal sem água

Bairros de Natal ficam sem água nesta sexta (8) (Foto: Jonathan Lins/G1)

Pelo menos 20 bairros de Natal estão sem abastecimento de água desde a meia-noite desta sexta-feira (8), informou a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern). O motivo da paralisação do serviço é uma manutenção na Estação de Tratamento do Jiqui.

Os bairros afetados estão nas zonas Sul, Leste e Oeste da capital potiguar. É o caso de Capim Macio, Candelária, Lagoa Nova, Pirangi, Neópolis, Tirol, Petrópolis, Mãe Luiza, Rocas, Ribeira, Santos Reis, Alecrim, Cidade Alta, Barro Vermelho, Bom Pastor, Nova Descoberta, Quintas, Felipe Camarão, Cidade Nova e Cidade da Esperança.

O fornecimento de água deve ser restabelecido, ainda de acordo com a companhia, neste sábado (9).

Funaro afirma que Temer recebeu R$ 13,5 milhões em propina, revela revista

Resultado de imagem para Lúcio Funaro promete e Temer

Homologada na última terça-feira (5), a delação premiada de Lúcio Funaro promete revelar que Michel Temer recebeu R$ 13,5 milhões em propina, segundo trechos obtidos pela Veja. Segundo aponta a matéria, o doleiro, que comandava as finanças do PMDB, afirma que nunca conversou diretamente com o presidente sobre o esquema de propina, mas que sempre era informado pelo ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha.
De acordo com a reportagem, Funaro apontou que Temer recebeu repasses de R$ 1,5 milhão do grupo Bertin, R$ 7 milhões da JBS e outros R$ 5 milhões de Henrique Constantino, do Grupo Constantino, com parte da campanha de Gabriel Chalita para a prefeitura de São Paulo em 2012. “Temer participava do esquema de arrecadações de valores ilícitos dentro do PMDB”, revela Funaro nos trechos obtidos pela revista.

Com o conteúdo da delação em mãos, Rodrigo Janot, deve apresentar em breve a segunda denúncia contra o presidente. A questão agora é sobre a força desta nova acusação após o procurador-geral da República determinar a abertura de uma investigação de indícios de omissão de informações pelos delatores da JBS em acordo prestado com a PGR.

 

Fonte: http://www.infomoney.com.br/mercados/politica/noticia/6937654/funaro-afirma-que-temer-recebeu-milhoes-propina-revela-revista

Geddel volta para a prisão após escândalo de R$ 51 milhões em malas

Resultado de imagem para geddel
Foto:Internet

O ex-ministro Geddel Vieira Lima cobriu o rosto com uma pasta, nesta manhã de sexta-feira (8/9), ao deixar o prédio onde reside e cumpre prisão domiciliar em Salvador (BA). Agentes da Polícia Federal (PF), que haviam chegado ao bairro Jardim Apipema por volta das 5h40, escoltaram o político em dois carros. Geddel é um dos alvos de prisão preventiva em mais uma etapa da Operação Tesouro Perdido, a quarta etapa da Cui Bono?.

Outra prisão preventiva é contra Gustavo Ferraz, nome ligado a Geddel nas investigações. A previsão é de que os dois sigam de avião para a sede da PF em Brasília. Além disso, agentes da PF devem cumprir 3 mandados de busca e apreensão. As ordens foram expedidas pela 10ª Vara Federal de Brasília, a pedido do Ministério Público Federal (MPF) e da PF com o objetivo principal de evitar destruição de provas.

A prisão de Geddel ocorre três dias após agentes se depararem com caixas e malas abarrotadas de dinheiro vivo em um apartamento na capital baiana, durante a Operação Tesouro Perdido. Depois de 14 horas, usando sete máquinas, a PF chegou ao valor de pouco mais de R$ 51 milhões (R$ 51.030.866,40) – uma parte em dólares -, a maior apreensão de dinheiro vivo já feita pelo órgão.

A investigação apura se o ex-ministro, que ocupou a Secretaria de Governo no início do governo Temer, seria o dono do dinheiro. No local foram encontradas impressões digitais de Geddel e de Gustavo Ferraz.

Os milhões em cédulas foram armazenados na residência que teria sido emprestada a ele por um homem identificado como Silvio Silveira, um corretor de imóveis, para que Geddel guardasse os pertences do pai, já falecido. O corretou negou ter conhecimento do dinheiro no apartamento. O imóvel, localizado no Residencial da Silva Azi, tem três quartos e uma suíte está sendo vendido por R$ 600 mil.

Investigação

Geddel foi preso em 3 de julho, por ordem da Justiça Federal do DF e dias depois levado à prisão domiciliar, onde se encontra até hoje. Um dos responsáveis pela articulação política do governo de Michel Temer, ele deixou o cargo de ministro da Secretaria de Governo após seis meses no cargo, em novembro do ano passado, após polêmica envolvendo o ex-ministro da Cultura Marcelo Calero. Este o acusou de tê-lo pressionado para liberar uma obra na Ladeira da Barra, em Salvador.

No final de agosto, a Justiça de Brasília aceitou a denúncia da Procuradoria da República contra Geddel e o transformou em réu por obstrução de justiça, por tentar atrapalhar as investigações sobre desvios do fundo de investimentos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FI-FGTS).

 

Fonte:http://www.em.com.br/app/noticia/politica/2017/09/08/interna_politica,898786/ex-ministro-geddel-volta-para-a-prisao-apos-escandalo-de-r-51-milhoes.shtml