A reforma da previdência não será aprovada este ano

O presidente Michel Temer fez de tudo para fazer a maldosa reforma da previdência, mas falta coro para lhe acompanhar no Congresso Nacional. Os deputados e senadores não irá dá esse apoio em pleno ano de eleição. O Temer usou até os programas de Sílvio Santos e Ratinho com intenção de convencer os mais pobres de que a previdência será coisa boa para a classe mais humilde. Mas isso não e verdade.

O que vemos é que a falta de cobrança da parte do governo brasileiro em cobrar dos empresários ricos as dívidas que eles têm contra o INSS faz com que falte dinheiro para continuar com os pagamentos no futuro. Segundo pesquisas, basta cobrar às dívidas.

Temer esteve ontem, 05, no programa da Jornal do Brasil com Mariana Godoy e declarou que se não for votado agora será impossível alcançar o objetivo.

Michel Temer foi entrevistado por Mariana Godoy
Michel Temer foi entrevistado por Mariana Godoy

“Isso tem que ser votado pelo menos em primeiro turno até o final de fevereiro, começo de março. Se não for votado, aí realmente nós reconhecemos que fica difícil”, disse em entrevista à Rede TV, na noite de segunda-feira (5).

Ele lembrou ainda que há cerca de 70 deputados considerados indecisos, que podem ser convencidos a votar com o governo. A reforma da Previdência está marcada para ir a plenário no dia 19 de fevereiro.

Mas nós aqui de baixo, acreditamos que isso não passa de jeito nenhum.

 

 

Fonte: http://www.jb.com.br/pais/noticias/2018/02/06/se-nao-for-votada-em-fevereiro-fica-dificil-diz-temer-sobre-reforma-da-previdencia/

 

Leave a Comment