Aos 28 anos, Felipe Moreira faz pausa no futebol e agora ataca de empresário

Parou?” Essa é uma pergunta muito forte e que não é fácil para uma pessoa que ama e respira o futebol responder. E em meio a muitos casos de atletas que encerraram precocemente a carreira, Felipe Moreira tenta não desanimar e garante que ainda tem lenha para queimar. Depois de rodar por alguns clubes, incluindo Alecrim, ABC e América-RN, o atacante, hoje com 28 anos, recebeu uma proposta de maneira inusitada – através de uma rede social – e decolou rumo à Europa para defender as cores do FK Kukësi, da Albânia. Após ganhar destaque no time do Sudeste europeu, passou a conviver com atrasos nos salários e problemas contratuais, que o moveram a voltar ao Brasil, em janeiro. O jogador é o segundo personagem da série “Desilusão Futebol Clube”, do Globo Esporte RNGloboEsporte.com (veja no vídeo acima a reportagem de Victor Lyra).

– Futebol sempre foi a minha prioridade, mas agora, de momento, diante das minhas responsabilidades, decidi movimentar a cabeça para outras oportunidades. A realidade do futebol é bem complicada. O dia a dia do futebol não se resume só ao jogo, à festa. Diante das circunstâncias, eu vinha no meu melhor momento, sem dúvida nenhuma, na Albânia, tanto profissional quanto financeiro. Mas, no final do contrato, acabei tendo problemas e decidi dar uma pausa e refletir melhor – disse.

Devido à instabilidade da carreira, resolveu investir o que ganhou ao longo dos anos como jogador e abrir um negócio. Há cerca de quatro meses, recebeu o convite de um amigo para ir aos Estados Unidos e, durante uma ida a Recife para tirar o visto americano, conheceu a ideia de empreendimento que o fez, de cara, topar o investimento. Conversou com o sócio, que pesquisou e aprovou a ideia, e assim lançaram em Natal um espaço voltado para estudos, que oferece aos “concurseiros” uma alternativa aos métodos convencionais e conta com uma estrutura com mais privacidade, conforto e sossego.

 Eu sempre pensei em algo paralelo, algo que, quando eu parasse, me desse uma sustentabilidade, um retorno. Agora estou bem feliz com esse negócio aqui em Natal, que é um centro de estudos e isso está me fazendo dar sequência na vida, mesmo tendo saudades diárias do futebol. Que seja uma boa oportunidade essa no ramo de empreendedor, mas com a mesma vontade que eu estava no futebol e que a empresa vá fluindo para que eu ganhe confiança, como era no futebol – conta o novo empresário.

  • “Não parei. Apenas dei um tempo”
Felipe Moreira defendeu o FK Kukesi, da Albânia, em 2016 (Foto: Reprodução/Facebook)
Felipe Moreira defendeu o FK Kukesi, da Albânia, em 2016 (Foto: Reprodução/Facebook)

Do G1RN

Leave a Comment