Cristiane Dantas ressalta importância de laboratório forense para o ITEP do RN

A deputada Cristiane Dantas (PCdoB) enalteceu nesta quinta-feira (24), durante sessão plenária na Assembleia Legislativa, a assinatura da ordem de serviço por parte do Governo do Estado para a implantação do primeiro laboratório forense do Instituto Técnico-Científico de Polícia do RN (ITEP). De acordo com a parlamentar, a iniciativa vai agregar importantes avanços aos serviços prestados pelo órgão.

“Faço aqui um reconhecimento público a atenção que o Governo do RN tem tido com o ITEP. A construção desse laboratório se traduz em celeridade para os exames de DNA, reduzindo custos e tempo de espera”, disse Cristiane.

A deputada explica que atualmente os exames de DNA são enviados para outros estados, fato que, além dos altos custos demandados ao Executivo Estadual, implicam em morosidade à análise dos exames. Segundo ela, o laboratório vai permitir ampliar o número de análises e reduzir o tempo de espera, passando de seis meses para 20 dias.

Ainda de acordo com Cristiane Dantas, a previsão é que a unidade esteja pronta em dezembro deste ano e representa um investimento de R$ 287 mil, com recursos próprios do ITEP. Além do laboratório, a deputada destacou ainda a aquisição de um comparador genético, ao custo de R$ 700 mil. “Trata-se um investimento pioneiro na história do ITEP”, argumenta ela.

Durante o pronunciamento, a parlamentar lembrou também outros avanços conquistados pelo órgão na atual gestão estadual, como a implantação do estatuto dos servidores, a informatização da gestão de perícias, a identificação biométrica dos detentos de Alcaçuz e a implantação da sede do ITEP em Pau dos Ferros.

Em aparte, o deputado Carlos Augusto (PSD) reforçou a relevância da implantação do laboratório no Estado. “É uma grande conquista, imprescindível para que o órgão possa melhorar os serviços ofertados a população, que ajudarão na autoria e materialidade de diversos crimes”, comentou. Para Hermano Morais (PMDB), a unidade “vai favorecer a Segurança Pública e o Poder Judiciário do RN na produção de provas, beneficiando a sociedade como um todo”, disse ele sugerindo ainda outros investimentos como a construção de uma nova sede para o ITEP e a ampliação do quadro de servidores do órgão.

Sala Lilás

A criação da Sala Lilás para exames de vestígios de violência contra a mulher, no âmbito do ITEP, também foi comemorado por Cristiane Dantas, que destacou ainda o retorno ao bairro da Ribeira da Coordenadoria de Identificação do órgão.

Assessoria

Leave a Comment