Desafios e importância da Comunicação em casas legislativas são debatidas em encontro

Conhecer o trabalho desenvolvido no Poder Público é fundamental para formar uma população bem informada e participativa. Para isso, a atuação dos setores de imprensa nos órgãos públicos, principalmente no Poder Legislativo, foi discutida durante a programação do 28º Encontro da Associação Brasileira das Escolas do Legislativo e de Contas (ABEL), na tarde desta quinta-feira (17), no hotel Holiday Inn, em Natal.

Diretora da Secretaria de Comunicação Social do Senado Federal, Virgínia Malheiros Galvez foi uma das palestrantes do encontro. Apesar de não atuar diretamente nas escolas do legislativo, ela foi convidada para mostrar a importância da atuação da Comunicação para aproximar a população dos poderes. Para isso, ela relatou o trabalho desenvolvido no Senado Federal.

Segundo Virgínia Malheiros, há aproximadamente 20 anos ocorre a atuação integrada entre TV e Rádio Senado, ganhando posteriormente o reforço do site oficial e da agência de notícias. Os canais, aliados à utilização de redes sociais, têm contribuído para que tudo o que é feito no Senado Federal esteja às mãos da população brasileira e que a própria Casa seja a fonte de notícias para os veículos de imprensa.

“É importante que o Parlamento consiga mostrar tudo o que é feito. Apesar de ser uma tarefa difícil, cobrimos todos os acontecimentos do Senado e o cidadão sabe que, caso busque alguma informação sobre o que ocorre na Casa, o melhor canal será o oficial”, disse Virgínia Malheiros Galvez.

Para conseguir repassar as informações de maneira ágil e com credibilidade, Malheiros explicou que os veículos (TV Senado, Rádio Senado e a agência) atuam integradamente para que todas as atividades sejam acompanhadas. Há, inclusive, canais no Youtube em que ocorrem transmissões ao vivo de reuniões de comissões, solenidades, sessões ordinárias e todas as demais atividades da Casa. Contudo, apesar da busca pela celeridade, o compromisso com a informação repassada de maneira correta é a principal diretriz do trabalho.

“Noticiamos tudo e buscamos ser os primeiros a noticiar, ainda que material sem detalhes, inicialmente. Porém, é uma grande responsabilidade porque falamos por uma instituição, que mexe com a consciência das população. Sabemos que precisamos ser referência e trabalhamos para isso”, relatou.

Encontro

Ainda no encontro, mais três palestras ocorreram no período da tarde desta quinta-feira (17). A Evolução do Ensino à Distância nas Escolas do Legislativo foi discutida durante palestra do professor Guilherme Ribeiro, da Escola do Legislativo de Minas Gerais, enquanto o professor Hironobu Sano proferiu palestra sobre os “Sistemnas de Gestão Escolar –

Rotinas e Qualidade”. Além deles, o professor doutor Antônio Helder Medeiros Rebouças, diretor do Instituto do Legislativo Brasileiro/Interlegis do Senado Federal falou sobre “Os Desafios e Perspectivas das Escolas do Legislativo num Cenário de Mudanças Políticas”.

Na opinião do diretor da Escola da Assembleia do RN, Carlos Russo, o encontro tem superado as expectativas, tanto pela qualidade dos debates quanto pelo alto número de inscrições. Ao todo, 92 representantes de 20 estados e Distrito Federal estão no encontro, sendo 16 assembleias, 19 câmaras municipais, cinco tribunais de contas, além de Câmara dos Deputados e Senado Federal.

“A programação foi desenvolvida por nós da Escola da Assembleia do Rio Grande do Norte e está sendo muito bem aceita por todos, que têm buscado cada vez mais conhecimento e se interessam bastante pelos temas em questão. Com certeza, o encontro está superando as expectativas”, disse Russo.