Doação de medula óssea será tema de debate na Assembleia Legislativa

unnamed (1)

A Assembleia Legislativa, por proposição do deputado Jacó Jácome (PSD), promove no próximo dia 6, às 14h, uma audiência pública para discutir a doação de medula óssea no âmbito do Estado do Rio Grande do Norte. A intenção do parlamentar é debater sobre a conscientização e a rede estrutural existente para doação.

“O principal desafio é a falta de informação da população sobre a maneira como são feitas as doações de medula. O RN é o estado onde se registra menos doadores de medula óssea no Brasil”, observa Jacó destacando que o objetivo dos oncologistas potiguares é chegar a 100 transplantes por ano em pelo menos um dos hospitais.

A leucemia é uma doença maligna que ataca os leucócitos, glóbulos brancos do sangue. Além de perder a função de defesa do organismo, os glóbulos brancos doentes produzidos descontroladamente reduzem o espaço na medula óssea para a fabricação das outras células que compõem o sangue e elas caem na corrente sanguínea antes de estarem preparadas para exercer suas funções.

O tratamento é dividido em duas etapas. A primeira é chamada de indução da remissão. O objetivo é eliminar as células doentes, que são muito sensíveis à quimioterapia. Na segunda fase, são introduzidas as estratégias de consolidação para combater possíveis focos residuais da doença.  Pacientes que não respondem satisfatoriamente ao tratamento precisam do transplante de medula óssea, um doador que possua grande compatibilidade genética.