Janot cita Temer em denúncia mas diz que não pode adotar “providências

O presidente Michel Temer durante cerimônia no Palácio do Planalto (Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil)
O PRESIDENTE MICHEL TEMER DURANTE CERIMÔNIA NO PALÁCIO DO PLANALTO (FOTO: ANTONIO CRUZ/AGÊNCIA BRASIL)

Uma solicitação feita pelo senador Valdir Raupp (PMDB-RO), em 2012, em nome do então presidente nacional do PMDB Michel Temer, ao então presidente da Transpetro Sérgio Machado, resultou no pagamento “de maneira oculta e dissimulada” do valor de R$ 1 milhão destinado à campanha do candidato a prefeito de Gabriel Chalita em 2012, repassados.

A constatação é do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, nadenúncia por crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro que teriam sido cometidos por seis políticos do PMDB em um esquema de desvios relacionados à Transpetro por meio de empresas contratadas pela subsidiária da Petrobras que atua no transporte e logística de combustível no País. Procurada, a assessoria de comunicação do Palácio do Planalto afirmou que Temer não irá comentar.

Apesar da citação, Janot diz que não é possível tomar “providências a respeito”, devido à imunidade temporária conferida pelo cargo de presidente. Os alvos da denúncia são os senadores Romero Jucá (PMDB-RR), líder do governo no Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN) e Valdir Raupp (PMDB-RO), José Sarney (PMDB), ex-presidente da República.

 

Laia mais no Link: http://epocanegocios.globo.com/Brasil/noticia/2017/08/janot-cita-temer-em-denuncia-mas-diz-que-nao-pode-adotar-providencias.html

Leave a Comment