José Adécio fala sobre visita a empresa que vai implantar parque eólico no Estado

Crédito da Foto: João Gilberto

A possibilidade de abertura de 1.200 empregos nos municípios de Pedro Avelino e Lajes, na região Central, com a implantação do parque eólico Santo Agostinho, foi destacada pelo deputado José Adécio (DEM). Ele registrou visita que fez a Santa Catarina, onde fica a sede da empresa Engie, responsável pela construção pela implantação do parque, e o Rio Grande do Sul onde está em operação um empreendimento da empresa, que tem capital sueco.
“Vai ser uma nova realidade para a região e não é por iniciativa de nenhum político. É uma coisa que a natureza presenteou Pedro Avelino e Lajes com o “vento vermelho” considerado o mais adequado para a geração de energia eólica. Esse vento passa pelos dois municípios, segue por Cerro Corá e Lagoa Nova se encaminhando depois para a serra da Borborema, na Paraíba”, afirmou o deputado.
O parlamentar lembrou que há muito tempo o atual secretário de Desenvolvimento Econômico, Flávio Azevedo, a quem considerou um homem competente, pragmático e inteligente, havia confirmado o potencial da região. No entanto, ele fez uma crítica à ação do Governo, que segundo ele, está muito lenta. “Robinson precisa correr para ver se chega salvo politicamente em 2018”, disse José Adécio.
O deputado também falou sobre a visita que fez a Brasilia acompanhando prefeitos do interior do Estado. Na capital federal esteve com os senadores José Agripino (DEM) Garibaldi Filho (PMDB) e Fátima Bezerra (PT) conseguindo emendas para 16 municípios.
“Agradeço a presteza do atendimento dos senadores José Agripino e Garibaldi Filho. Discutimos os interesses de cada município e conversamos sobre política com esses dois lideres do Rio Grande do Norte”, disse.