Larissa Rosado reforça necessidade de revitalização da atividade petrolífera no RN

A deputada Larissa Rosado (PSB) repercutiu nesta quinta-feira (31), durante sessão plenária na Assembleia Legislativa, a audiência pública que debateu iniciativas para a revitalização da cadeia de Petróleo e Gás no Rio Grande do Norte. Ocupando a tribuna do plenário, a parlamentar destacou alguns números da atividade e reforçou a necessidade de investimentos no setor.

“Existe uma grande diferença entre a exploração de petróleo no RN na década de 90 e nos anos atuais. Todos sabemos a importância da atividade para a Região Oeste, mas, com a descoberta da camada pré-sal, é notória a falta de interesse da Petrobrás em explorar os chamados campos maduros, o que gerou demissão no setor”, explica Larissa Rosado.

De acordo com dados apresentados por ela, o RN possui mais de 7 mil poços perfurados, dos quais, apenas 4.161 estão funcionando. Na década de 90, a Bacia Potiguar, que engloba campos de produção de petróleo no RN e Ceará, chegou a produzir mais de 100 mil barris de petróleo por dia em sua parte terrestre. Hoje a produção oscila entre 60 e 70 mil barris diários.

Segundo Larissa, a ideia apontada e debatida durante a audiência é que esta atividade passe a ser feita por pequenos produtores a partir da venda dos campos maduros, beneficiando assim milhares de trabalhadores atualmente desempregados com a crise do setor. “Esses campos podem e devem ser explorados, e é preciso que se encontre uma solução, de forma democrática e participativa, para essa exploração”, alerta ela.

A deputada lembrou ainda a necessidade de outras medidas em favor da atividade, como a implantação de um escritório da Agência Nacional do Petróleo (AGN) em Mossoró e a reativação do Museu do Petróleo.