Peixes que ficam ‘bêbados’ para sobreviver ao inverno

Peixe dourado

Desde os anos 1980, cientistas sabem da capacidade extraordinária de algumas espécies de sobreviver sem oxigênio por um longo período. Agora, eles descobriram como os animais conseguem essa façanha.

Os peixinho dourado – um dos peixes de aquário mais comuns – e a carpa são capazes de sobreviver por até cinco meses sem oxigênio em lagoas e lagos gelados do norte da Europa. E agora, os pesquisadores descobriram como eles conseguem.

Na maioria dos animais, há um tipo de proteína que leva os carboidratos para a mitocôndria, que gera energia para as células. Na ausência de oxigênio, o consumo de carboidratos gera ácido lático, do qual os peixes não conseguem se livrar e que pode matá-los rapidamente.

Mas, egundo uma equipe de cientistas europeus, carpas e peixinhos dourados têm um segundo conjunto de enzimas que, no momento em que os níveis de oxigênio caem, transformam os carboidratos em álcool, que pode ser liberado facilmente por meio de suas brânquias, os órgãos de respiração dos peixes.

“Essa segunda via só é ativada na falta de oxigênio”, explica à BBC Michael Berenbrink, cientista da Universidade de Liverpool, no Reino Unido, e membro da equipe de pesquisa.

“A camada de gelo (na superfície dos lagos) os separa do ar. Por isso, quando o lago está coberto de gelo, o peixe consome todo o oxigênio e depois passa a produzir álcool.”

‘Bêbados’ – Quanto mais tempo estes peixes ficam sob o gelo e sem ar, maiores são os níveis de álcool em seu corpo.

 

Fonte: https://www.terra.com.br/noticias/ciencia/os-peixes-que-ficam-bebados-para-sobreviver-ao-inverno,2887ece85a731fb2b3a115e30ddfacc2fa79pjlf.html

Leave a Comment