Professores da UFRN entram em greve e aulas são suspensas

Corpo acadêmico reunido contra a PEC 55. (Foto: Sintest/Divulgação)
Corpo acadêmico reunido contra a PEC 55. (Foto: Sintest/Divulgação)

Os professores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) aprovaram em plebiscito realizado entre os dias 7 e 9 deste mês, paralisação nacional de sete dias que inicia na manhã desta sexta-feira (11). Na votação, 721 docentes, o que corresponde a 64,6% do corpo, se manifestaram a favor. Já outros 395 foram contra a greve. As aulas retornam no dia 21 de novembro.

O movimento aprovado faz parte da agenda da Frente Brasil Popular e das principais centrais sindicais. A manifestação é contra a Proposta de Emenda Constitucional, PEC 55, antiga 241, que prevê o limite de gastos federais em áreas como a educação.

G1