Temer corrupto decide afastar 4 vices-presidentes corruptos da CEF

Contra a vontade e sua própria natureza de muitos anos de corrupção, o presidente da República Federativa do Brasil, Michel Temer, corrupto, resolveu afastar quatro vices-presidentes da Caixa Econômica Federal, por causa de acusações de atos corruptos. A decisão foi tomada após resistência, visto que os funcionários eram indicações de parceiros, como o Eduardo Cunha e Geddel Vieira Lima. Mas após tomar conhecimento de que qualquer atitude corrupta pelos agentes, depois da recomendação do Ministério Público Federal ao Executivo, Michel Temer seria responsabilizado civilmente pelas a atitudes dos possíveis comparsas.

Foram afastados: Antônio Carlos Ferreira, vice-presidente Corporativo; Deusdina dos Reis Pereira, vice de Fundos de Governo e Loterias; Roberto Derziê de Sant’Anna, de Governo; José Henrique Marques da Cruz, vice-presidente de Clientes, Negócios e Transformação Digital.

Mas uma coisa chama a atenção: é que o afastamento é totalmente sem sentido legal, visto que a determinação do afastamentos dos acusados é apenas por quinze dias; o que não será considerado uma proteção ao órgão público; mas apenas uma resposta política.

Temer deve temer possíveis delações.

 

Leave a Comment