Terceirização vira motivo de guerra entre Riachuelo e MPT

Foto: Internet

As novas regras da legislação trabalhista viraram motivo de ‘guerra’ entre o presidente da Riachuelo, Flávio Rocha, e o Ministério Público do Trabalho do Rio de Grande do Norte. A varejista é acusada de terceirizar produções com condições inferiores que as dos trabalhadores da empresa. O MPT, por sua vez, pede uma indenização de R$ 37 milhões.

Segundo o MPT, que fiscalizou 50 pequenas confecções em 12 municípios no Rio Grande do Norte, chegou à conclusão que os trabalhadores terceirizados “recebem menor remuneração e têm menos direito” do que os contratados da Guararapes, dona da Riachuelo. As informações são da revista Exame.

Nas redes sociais, Rocha tem criticado diretamente a procuradora Ileana Mousinho, responsável pela ação. Ele acusa Mousinho de perseguição. A Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho emitiu uma nota defendendo a procuradora afirmando que o empresário usa “mentiras e acusações levianas e irresponsáveis”.

Após a nota da associação, Flávio Rocha pediu “desculpas” e afirmou que estava defendendo os interesses da Guararapes Confecção. “Se fui enfático nas críticas foi porque o que está em jogo é o emprego de milhares de pessoas”, escreveu.

 

Fonte: http://girobusiness.com.br/terceirizacao-vira-motivo-de-guerra-entre-riachuelo-e-mpt/

Leave a Comment